Lentes intraoculares – substitutas das lentes naturais

As lentes intraoculares (LIO) são utilizadas após a lente natural ser retirada por cirurgia por conta de alguma complicação na vista. Ela é uma lente clara, de material plástico, silicone ou acrílico, que não requer nenhum cuidado e se torna uma parte permanente de seu olho. A luz é focalizada claramente pela lente intraocular na retina, melhorando a sua visão. Você não vai sentir ou ver a nova lente.

Algumas pessoas não podem ter uma LIO implantada por conta de outra doença ocular ou problemas durante a cirurgia. Para esses pacientes, lentes de contato gelatinosas, ou óculos que proporcionam alta ampliação, podem ser sugeridos.

im000011Até recentemente, somente os cirurgiões – não os seus pacientes – avaliavam os riscos e benefícios de cada tipo de LIOs. As discussões centravam-se na técnica cirúrgica no projeto físico das lentes e como seu desenho afetaria a inserção, posicionamento e cura.

Mas agora que novas LIOs foram introduzidas no mercado os cirurgiões têm mais a considerar antes de escolher as LIOs para as necessidades visuais de seus pacientes. Pacientes são cada vez mais envolvidos na escolha também.

Se você ou alguém que você conhece vai ser submetido à cirurgia para implantes de lentes intraocular, considere suas escolhas. Abaixo um resumo dos principais tipos de lentes.

 

LIOs tóricas para Astigmatismo

LIOs tóricas concebidas para corrigir o astigmatismo também são consideradas lentes “premium”, e provavelmente irá lhe custar a mais por conta dos benefícios que não estão disponíveis em lentes intraoculares convencionais. Essa lente também está disponível nas versões asférica (mais planas e finas) para a visão mais nítida. Diferentes modelos podem filtrar danos potenciais de luz ultravioleta ou azul.

Algumas pessoas, além de astigmatismo corneano, podem ter astigmatismo lenticular que é causado por irregularidade na forma da lente natural. Este caso pode ser corrigido com a lente intraocular tórica, mas o paciente pode ter visão deficiente porque a lente gira para fora de sua posição e pode ser necessária uma nova cirurgia para reposicionar ou substituir a LIO.

 

Monovisão com lentes intraoculares

Se a sua cirurgia de catarata envolve ambos os olhos, você pode considerar a monovisão. Isto envolve um implante num olho que fornece visão de perto e uma lente no outro olho, que oferece visão à distância. Normalmente as pessoas se ajustam bem a isso, mas algumas ficam com visão embaçada. Outro problema é que a percepção de profundidade pode diminuir porque há menos visão binocular – seus olhos não estão trabalhando em conjunto, como faziam antes.

As pessoas que se dão melhor com estas lentes geralmente já estavam acostumadas a monovisão com lentes de contato. Alguns cirurgiões testam o paciente em lentes de contato monovisão antes da inserção de LIOs do mesmo tipo.

2

LIOs asféricas

As lentes intraoculares tradicionais são esféricas, ou seja, a superfície frontal é uniformemente curvada. LIOs asféricas, são ligeiramente planas na periferia e são projetadas para fornecer melhor sensibilidade de contraste.

A marca Bausch&Lomb também introduziu recentemente a lente Akreos AO Aspheric IOL, e promove esta lente como tendo a capacidade de reduzir as aberrações visuais. A Z9000 Tecnis (Abbott Medical Optics) também é anunciada com esta característica, que pode melhorar a capacidade de ver em diferentes condições de luz, como chuva, neve, nevoeiro, o crepúsculo e a escuridão da noite.

Alguns cirurgiões têm debatido as vantagens das lentes intraoculares asféricas, porque o benefício de sensibilidade ao contraste pode não durar em pacientes mais velhos. As células ganglionares da retina são um fator determinante de sensibilidade ao contraste e gradualmente perdemos essas células com a idade, o tempo vai diminuir a sensibilidade ao contraste também.

No entanto, jovens também são submetidos à cirurgia e este grupo é susceptível a ter células ganglionares mais saudáveis. Assim, seriam capazes de desfrutar da melhor sensibilidade ao contraste por um tempo mais longo.

 

Lentes intraoculares que filtram raios ultravioletas
A LIO AcrySof Natural filtra os raios ultravioleta (UV) e a luz de alta energia azul, ambos presentes na luz natural e produzida artificialmente. Os raios UV têm sido considerados suspeitos em causar catarata e outros problemas da visão, e muitas LIOs os filtram assim como seu cristalino faz antes de sua retirada na cirurgia de catarata.

A AcrySof Natural é de uma cor amarelo transparente, de modo a filtrar a luz azul; na verdade, a cor é semelhante ao da lente natural, o cristalino, então a ideia por trás da AcrySof Natural é restaurar a proteção contra a luz azul que é perdida quando a lente natural é removida. De acordo com a Alcon, o fabricante, a tonalidade amarela não altera a cor do seu ambiente ou a qualidade da visão.

Entretanto, alguns estudos, incluindo um baseado na Áustria, indicam que parte da sensibilidade ao contraste pode ser perdida com uma LIO que filtra a luz azul.

 

LIO “Piggyback”
Se você tem resultado original menor que o desejado com a lente intraocular utilizada em sua cirurgia, seu cirurgião pode discutir contigo a opção de inserir uma lente adicional sobre a que tem atualmente.

Esta abordagem, conhecida como Piggyback ou “lente nas costas”, pode melhorar a visão e pode ser considerado mais seguro do que a remoção e substituição das lentes existentes.

Se você precisar de graus extremamente altos para correção da visão, como por miopia ou astigmatismo severo, o médico pode aconselhar a combinação dos pontos fortes de duas lentes intraoculares em um olho utilizando a abordagem “piggyback”.

 

Custo e disponibilidade das LIOs
Como algumas das LIOs mencionados neste artigo são relativamente novas, nem todos os cirurgiões de catarata são treinados para implantá-las. Portanto, se você quiser saber se você é um candidato a uma destas lentes, pode necessitar passar por vários cirurgiões em sua área para descobrir quem as utiliza.

Estatisticamente, a remoção da catarata / implante de LIO tem uma das maiores taxas de sucesso entre todas as cirurgias, mas é importante conhecer os riscos de antemão. Por exemplo, algumas LIOs têm sido associadas a uma maior taxa de turvação de uma membrana que é propositadamente deixado no olho no momento da remoção da catarata – que necessitam de tratamento posterior com um laser YAG.

Você também precisa pensar sobre o custo. A cirurgia é coberta por alguns planos de seguro de saúde. Os custos dos implantes das LIOs tradicionais são normalmente cobertos, desde que as seguradoras vejam estes implantes como medicamente necessário. Mas os custos associados com os implantes mais novos não são totalmente cobertos (mesmo se o procedimento em si é), pois estas LIOs premium são mais caras e as suas características especiais tendem a ser vistas pelas seguradoras como “bom ter”, mas não absolutamente necessário.

Se tiver mais dúvidas, agende uma consulta através de nossos telefones.